Search
Search

Uma esperança 

O número de pessoas que vivem em condições de extrema pobreza no mundo diminuirá no final de 2015 para 702 milhões, frente aos 902 milhões de 2012, o que significa que terá caído pela primeira vez para 10% da população, indicou, neste domingo (4), o Banco Mundial em suas novas projeções. A matéria está na agência Folha e mostra esperança.

Nos últimos três anos, 200 milhões de pessoas saíram da extrema pobreza e o percentual total em relação à população mundial terá passado de 12,8% em 2012 para 9,6 % no final deste ano. “Essas projeções demonstram que somos a primeira geração na história da humanidade que pode pôr fim à pobreza extrema”, assinalou Jim Yong Kim, presidente do BM. O detalhe é que a redução aconteceu em todo o planeta. “Grande parte deste descenso global se deve à expansão registrada pela Índia”, afirmou Basu, ao apontar que a economia indiana é a que continua a registrar taxas de crescimento elevadas.

Mas o calcanhar de Aquiles ainda é a África Subsaariana, que mesmo com redução da pobre é enorme, ainda que tenha caído de 42,6% para 32,5%.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre