Search
Search

O passado não perdoa

“O orçamento nacional deve ser equilibrado. As dívidas públicas devem ser reduzidas. A arrogância das autoridades deve ser controlada. Se a nação não quiser ir à falência, as pessoas devem novamente aprender a trabalhar em vez de viver por conta pública”.

Autor e data: Marcus Tullius Cicero, Roma, 55 a.C.

Falou e disse

Sobre as primeiras boas impressões, um alerta do pensador Millôr Fernandes: Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos bem.

Os muristas

“Os lugares mais quentes do inferno são reservados para os que escolheram a neutralidade em tempo de crise”.

Dante Alighieri, no Inferno, da Divina Comédia

Derretimento de caráter

Leitor pede que eu fale sobre a moda dos carros estacionados em cima das calçadas, mania que em outras capitais já se institucionalizou. Se as autoridades do trânsito não atacarem o problema no início, adeus tia Chica.

https://www.youtube.com/watch?v=xRNrrcHscJ0&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=p_blog&utm_campaign=camp_final_ano_2023&utm_content=escala_600x90px

Caso do Rio de Janeiro. Quem tem mais de 50 anos lembra do secretário de Trânsito, coronel Fontenele, esvaziando os pneus dos carros nas calçadas de Copacabana, anos 1980. Se não pode, então não pode, repetia ele. Acabou sendo derrotado.

A questão maior ultrapassa o pode ou não pode. Estamos é vivendo uma época de plena desobediência civil em que regras elementares são quebradas em nome da Lei de Gerson. Aquela que só nunca desapareceu como tomou anabolizante. Do trânsito à fila do banco, passando pelas vagas de deficientes e pelo apoio aos filhos, mesmo que estejam fazendo algo profundamente errado, tipo dar um cacete na professora ou furar os pneus do carro dele.

https://cnabrasil.org.br/senar

Não tem nada a ver com governo, ou com a economia. Tem a ver com o derretimento dos padrões éticos em escala mais acelerada que o derretimento das geleiras. É a era do derretimento do caráter.

Campanha Vem de Vero

A Vero, rede de pagamentos do Banrisul, lançou sua nova campanha publicitária com ênfase na participação especial de credenciados que utilizam as maquininhas: a Blumengarten Plantas e Flores e a Florybal Chocolates. Essa é a segunda fase da campanha Vem de Vero, que tem como objetivo dar voz ao cliente e ouvir as razões dele ser cliente da Vero.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre