Search
Search

O caso Quércia

Lembram do caso do prefeito paulistano Celso Pitta, que se separou da mulher e como vingança ela contou os podres administrativos dele? O óbvio foi ignorado pelo ex-marido, de que ex-mulher é para sempre. Os recentes casos de assessores de parlamentares, que abriram o bocão contra supostas irregularidades dos ex-patrões, permite dizer que ex-assessor também é para sempre.
Regra de ouro para políticos: trate muito bem esse pessoal. O ex-governador e senador paulista Orestes Quércia sempre tratou sua assessoria a pão-de-ló e por isso nunca se complicou. Cito um causo que comprova isso. No final dos anos 1990, Quércia resolveu ser presidente nacional do PMDB. Montou escritórios nas capitais e nomeou um caça-jornalistas. Em Porto Alegre, um conhecido assessor de imprensa.
Um dia ele procurou W., jornalista já falecido, desempregado, que passava por um período muito ruim. A proposta era de R$ 4,5 mil mensais por três meses, uma grana alta, para redigir textos para a imprensa em geral. Cá pra nós, poucos jornalistas ganham isso HOJE em Porto Alegre.
Não levou um mês e Quércia desistiu da empreitada por um motivo que não vem ao caso. W. se lamentava na roda, puxa, logo agora que eu ia faturar algum. E ficou por isso mesmo. Uns bons dois meses depois W. foi procurado pelo assessor de Quércia.
– Por que não passaste no escritório para pegar o cheque?
– Mas o teu homem desistiu, achei que o trato já era – espantou-se W.
– Acordo é acordo, o Orestes nunca deixou de cumprir um.
Dias depois, ele nos contou, maravilhado, que recebeu os R$ 13,5 mil prometidos. Entenderam por que ninguém nunca tentou implodir o Quércia?

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre