Search
Search

O camarão assassino

É incrível como nesse milênio de plena informação exista terreno fértil para as mais desengonçadas lendas urbanas, de cura de todos os males com plantas insuspeitas até o perigo que ronda o dia a dia. Circulou na web um alerta dando conta que uma mulher em Taiwan (sempre algum lugar longínquo) morreu de repente com hemorragia em todos os orifícios. Autópsia verificou que ela morrera envenenada por arsênico. Mas de onde veio o veneno?

O resumo da explicação é que a pobre mulher tomava Vitamina C diariamente e inventou de comer camarão, propiciando uma reação com cadeia e gerando, ao fim e ao cabo, veneno. Vem cheia de fórmulas químicas que partem de alguma realidade mas absurda na sequência, que convence na base do não entendi mas acredito. Aí você adiciona uma médica de uma universidade ou hospital que ninguém conhece corroborando o envenenamento e tudo está pronto para ser digerido por mentes receptivas.

Só não tomem Vitamina C ao ler este texto. Cria arsênico.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre