Search
Search

Meio tempo

Os gaúchos estão vivendo uma espécie de início do segundo tempo, depois do intervalo como um jogo de futebol. O primeiro tempo foi da enchente e o segundo está sendo o da reconstrução.

Foto: Júlio Ferreira

Estamos apenas nos minutos iniciais. Vai ser um período difícil, esse de transformar um time perdedor em time vencedor. Se depender da vontade da gauchada, a partida está ganha.

A falta que fazem

Já notaram que a figura do delator premiado desapareceu? No tempo da Lava-Jato, eles davam mais que chuchu em cerca.

Entretanto, à medida que os tribunais superiores transformaram culpados em inocentes e inocentes em culpados, essa figura teve delações anuladas. Embora acompanhadas de provas. Como dizia o espantado político Francelino Pereira, que país é este?

Os ursos que dormem

Tenho por mim que, mais dia menos dia, os delatores voltarão a ter importância. Qualquer negociata, qualquer uma, sempre tem um terceiro envolvido que, ao se ver envolvido, vai recorrer à delação para escapar da cana. Só não sabemos o tempo de hibernação.

Outro desaparecimento

É o mosquito da dengue e da febre amarela e de tantas outras doenças, o famoso aedes aegypti.

Diminuição de homicídios

O Rio Grande do Sul teve uma queda recorde de homicídios nos dois últimos meses. Parte foi creditada à ação das polícias e aos trabalhos de inteligência.

https://lp.banrisul.com.br/bdg/link/reconstruir-rs.html?utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=patrocinio&utm_campaign=conta_pj_reconstruir&utm_term=visibilidade&utm_content=escala_600x90px

Certo, mas acredito que o fator maior tenha sido o da enchente. Como boa parte da população, o bandido também foi desalojado pela invasão das águas.

Os otários pagantes

“Acho a televisão muito educativa. Todas as vezes que alguém liga o aparelho, vou para a sala ao lado ler um livro.” A frase é do antigo comediante Groucho Marx, que fazia parte dos irmãos Marx, mas que nada tinha a ver com o barbudinho que inventou o marxismo.

Hoje a TV aberta está um lixo e a TV paga está um lixo repetitivo. Alguns filmes e documentários são reprisados há 10, 15 e até mais anos. E pagamos por isso. Eu inclusive.

https://cnabrasil.org.br/senar

Outro dia vi no canal da boia, como eu chamo, o Food (492 na Sky) uma chef americana de pai chinês julgando sobremesas. Levei um susto ao vê-la.

O mesmo canal mostrava ela recém-casada com um fazendeiro de Wisconsin (EUA) bem jovenzinha. Hoje, está pelo menos 15 anos mais velha. Ou menos moça.

Comidinha da mamãe

Se você lê uma entrevista pergunta-resposta com chefs renomados, vai se deparar certamente com a pergunta sobre qual é o prato favorito dele. Quase que invariavelmente, a resposta não será nenhum desses pratos com preço inversamente proporcional ao volume de comida. Mas algo simples, que pode se traduzir como “a comidinha da mamã”. Picadinho com batata e arroz/ou feijão, por exemplo.

Posse no CIERGS

Claudio Affonso Amoretti Bier foi eleito, nesta terça-feira (25), para presidir o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Ciergs) no período 2024/2027. A votação ocorreu de forma híbrida, com os votos presenciais na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre.

Foto: Dudu Leal/Divulgação

Em 21 de maio, Bier já havia sido escolhido para presidir a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs). “Vamos implementar o nosso programa e trabalhar para que a indústria do Rio Grande do Sul cada vez fique melhor, que venha a sair dessa situação que estamos. Junto com a Fiergs e o Ciergs, levantemos o Rio Grande, é isso que precisamos”, disse o presidente eleito, que substituirá Gilberto Porcello Petry no comando das duas entidades.

A posse da nova diretoria da Fiergs e do Ciergs ocorre no dia 18 de julho. Para a votação das empresas associadas, tanto presencial como remota, foi utilizado o sistema eletrônico, por meio de conexão segura.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre