Search
Search

Este mundo é um pandeiro

Chacoalha, chacoalha mas não sai do lugar-comum de tragédias, óperas bufas, ódio e guerras. Já o Brasil é um tambor, bate faz um barulho, fura não tem nada por dentro.

No máximo, vislumbra-se um leito, aquele do eternamente deitado em berço esplêndido. Então cá estamos, dormitando. Já o Rio Grande do Sul tem um hino cuja letra está errada, deveria ser “sirvam
 nossos exemplos de façanhas”.

https://www.youtube.com/watch?v=xRNrrcHscJ0&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=p_blog&utm_campaign=camp_final_ano_2023&utm_content=escala_600x90px

SE NÃO, vejamos. Começando por Porto Alegre, esta é uma cidade onde filé não é filé e carne de última vira filé. Milagres. Se Jesus Cristo transformou cinco pães e peixes em cinco mil, nós aqui temos a versão guasca do feito no Lago Genesaré – aqui é o lago Guaíba, que era rio. Como aprendemos no colégio, lago é uma porção de água cercado por terra por todos os lados. Só se o rio Guaíba foi até o litoral e Pacífico. Que mania de estreiteza. Nos nossos restaurantes de bufê a quilo também temos o milagre da multiplicação das saladas e verduras. Um enorme balcão cheio delas, com só uma ponta que realmente interessa.

Então aqui vai uma sugestão aos nossos bravos rapazes e chefs destas casas. Vamos radicalizar com um chester vegano, pois quem for natureba radical pode comer à vontade. A carne branca pode ser um nabo.

https://cnabrasil.org.br/senar

O PRIMEIRO DAMO

NO ÂMBITO nacional, mais uma vez o nosso país inovou em matéria de regime de governo e governança. Começa que nossa democracia é relativa e quem manda mais é a alta corte; ao lado dela, a Primeira-Presidenta enquanto o titular é o Primeiro-Damo. Diga-se que o dano não é apenas a social do governo, mas não mesmo. Trabalha com afinco, e só em milhas acumuladas pode dar a volta ao mundo umas dez vezes e ainda sobra um troco para sobrevoar enchentes. Quem não é visto não é lembrado, como diz o ditado.

TAMBÉM temos um amigão do governo que pretende invadir a Guiana, traquinagem que SEU Lula condena na pessoa jurídica, mas absolveu na pessoa física. É nas horas difíceis que se reconhecem os amigos do peito. Seu Maduro Para Fazer Besteira ficou todo pimpão. Há um probleminha, porém, o porém de sempre. Para invadir a Guiana por rodovia precisa atravessar território brasileiro. Em princípio, no problem, mas acontece que logo ali uma frota norte-americana não acha uma boa ideia. Nem ela, nem a ONU, nem os vizinhos, com exceção das obsoletas Nicarágua & Cia. Abaixo o imperialismo guianense!

DE QUALQUER forma, não acredito em invasão. Como já escrevi aqui, é mais uma gabolice bananeira para reconquistar o paraíso perdido, a aprovação dos venezuelanos. Seu Maduro, que conversa com o Jefe através de passarinhos, está sentado na maior reserva de petróleo do mundo, 120 bilhões de barris. Mas, não faz muito, a retaguarda dos venezuelanos não tinha papel higiênico para comprar. Como é que eles se viravam não sei, mas imagino que fosse com jornal, no interior, talvez com folhas de bananeira.

Oswaldo Vergara

IARGS e a OAB/RS realizam hoje, dia 12/12, Sessão Solene em homenagem ao transcurso de 50 anos do falecimento de Oswaldo Vergara, a partir das 18h, na Sala do Conselho da OAB Seccional RS. A coordenação do evento está sendo feita pelo Dr. César Vergara de Almeida Martins Costa, membro do Conselho Superior do IARGS e do Tribunal de Ética da OAB/RS, bisneto do homenageado.

Penduricalhos

O irmão do Dias, que não tem lá muitas luzes a alumiar o caminho, se deparou com uma retroescavadeira. Disse ao irmão mais sabido que se tem retro deveria ter avante escavadeira.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre