Search
Search

As razões do Nelson

   O Nelson tinha razão. Ele fazia parte da nossa roda de cafezinho no Café Chaves, Centro de Porto Alegre, e resolveu morar em uma cidade da Metade Sul do RS há uns nove ou dez anos. A cada nome de figura pública, político ou governante que vinha à baila, Nelson invariavelmente dizia: “É ladrão!”. Ríamos das suas generalizações, tipo vai brigar com o mundo em outra freguesia. Hoje, não tem graça.

   Até nomes que recém despontavam no cenário político não escapavam do epíteto. Puxei pela memória alguns dos nomes que ele carimbava com “É ladrão!” e adivinha? Todos os que lembrei estão mais enrolados do que papel higiênico. Não tenho falado com o Nelson, mas antes das próximas eleições vou visitá-lo para perguntar se o meus candidatos se enquadram nesse epíteto. Tirando o Capitão Gancho, como diz o jornalista Carlos Brickmann, não dá para botar a mão no fogo por ninguém.

  O Nelson tinha razão.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre