Search
Search

A praia dos ventos uivantes

Estou provisoriamente instalado na praia de Tramandaí, a segunda cidade do litoral norte mais próxima da Capital. O apartamento fica a 100 metros do mar. Portanto longe do centro.

Paradoxalmente, o movimento dos carros é intenso devido a famílias que deixam as cidades atingidas pelas enchentes (90% do Rio Grande do Sul), que estão sem luz e sem água para morar em suas casas e apartamentos. Entretanto, as lojas estão vazias. 

https://cnabrasil.org.br/senar

Os poucos quiosques do Banco 24h de caixas eletrônicos estão sem dinheiro. A explicação mais provável é a dificuldade em reabastecer as cédulas mais a chance de ser assaltado.

Mesmo aqui, cidade pacata fora do veraneio, notei gente suspeita analisando o cenário. Sei disso porque 54 anos de observação de comportamento individual e coletivo me ensinaram a identificar suspeitos do Crime S.A.

Assaltantes profissionais raramente agem sozinhos. Andam em duplas, um mais à frente, e o outro a 1 ou 2 metros atrás e mais ao lado.

www.brde.com.br

Este é o “segurança” do primeiro caso algo dê errado, como uma eventual reação da vítima. Depois da ação, costumam trocar de blusa ou camisa e tiram o boné para dificultar a ação da polícia caso os persiga.

A madrugada passada choveu e ventou muito. Vento sul que aqui é vento de chuva e frio.

Acordei com uivos, vento batendo em cantos e cavaletes do prédio. Por um momento, achei que eram gritos. Poderiam  ser gritos de fantasmas reclamando dos vivos que os acordaram fora do veraneio.

Gauchão

Este anônimo cidadão passeava no calçadão de Tramandaí. Todo pilchado a rigor.

Nas costas a identificação do seu Centro de Tradições, O Piquete de Bombachudos. É cena relativamente comum nas cidades gaúchas e bem comum nas cidades de forte tradição gaudéria, como na Fronteira Oeste.

Cancelamentos do IARGS 

A 28ª JID, que aconteceria em Nova York, em 14 de maio, na Universidade Columbia, foi adiada para 23 de setembro. E a 29ª, que seria realizada de 13 a 15 de junho, no Palácio dos Festivais, em Gramado (RS), foi transferida para 15 e 16 de novembro.

De mal a pior

Para se ter uma ideia do estragos na economia gaúcha, os 477 municípios atingidos representam 94,3% de toda a economia estadual. Em outras palavras, o Estado ficou pobre, paupérrimo. São mais de 3 bilhões em impostos perdidos.  

Gata 

Sitiada no apartamento, a Petit Gatô observa o movimento na rua, provavelmente já acostumada com o cheiro da maresia.

Fernando Albrecht

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Deixe sua opinião

Publicidade

Publicidade

espaço livre